Quinta, 24 de Setembro de 2020
11964110902
ABC COVID-19

CONSÓRCIO ABC REÚNE SINDICATOS E ENTIDADES DE CLASSE PARA DISCUTIR ECONOMIA DA REGIÃO DIANTE DA PANDEMIA

Reunião contou com participação de membras da Rede de Gestores de RH - Filiada a APDP e da AGERH - Associação dos Gestores de RH do ABC

09/04/2020 09h57
210
Por: Redação Fonte: Assessoria de Comunicação Consórcio Intermunicipal Grande ABC
CONSÓRCIO ABC REÚNE SINDICATOS E ENTIDADES DE CLASSE PARA DISCUTIR ECONOMIA DA REGIÃO DIANTE DA PANDEMIA

 

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC reuniu nesta quarta-feira (8/4), por meio de videoconferência, secretários municipais de Desenvolvimento, sindicatos e entidades de classe da região para debater os rumos da economia nas sete cidades diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, ressaltou que a pandemia tem provocado reflexos na economia em âmbito internacional, por isso é importante reunir esforços para buscar soluções para o país e para a região.

“Vamos enfrentar juntos o segundo efeito da pandemia, que é o impacto econômico. É um diferencial para a nossa região poder contar com uma entidade como o Consórcio ABC, com um histórico de iniciativas que se tornam referência no Brasil nas mais diferentes áreas”, afirmou Maranhão, que também preside a Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC.

Durante a videoconferência, que contou com mais de 50 participantes, foram debatidos temas como demandas de logística e transporte de carga, reconversão da indústria, tributos, liberação dos créditos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Programa Pró-Ferramentaria e melhoria do atendimento no Banco do Povo. 

O diretor de Programas e Projetos do Consórcio ABC, Giovanni Rocco, afirmou que as sugestões apresentadas serão reunidas em uma carta conjunta de propostas regionais para estimular a economia, que será encaminhada aos governos federal e estadual, ao Congresso Nacional e à Assembleia Legislativa de São Paulo. 

“A principal demanda que recebemos é a dificuldade do acesso ao crédito durante a pandemia. Os empresários afirmam que as instituições bancárias não estão seguindo as recomendações do Banco Central”, explicou Rocco.

Além de representantes das prefeituras, participaram da reunião representantes do Comitê de Fomento Industrial do Polo Petroquímico do Grande ABC (Cofip ABC), Sindicato dos Bancários do ABC, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do ABC (Setrans), Sindicato dos Químicos do ABC, Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A videoconferência contou ainda com a presença da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (Abinfer), Associação Comercial e Industrial de Santo André (Acisa), Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo (Acisbec), Associação Comercial de São Caetano do Sul (Asisc), Câmara de Dirigentes Lojistas de São Caetano do Sul (CDL), Associação Comercial e Empresarial de Diadema (ACE), Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires (Aciarp), Associação Comercial Industrial e Agrícola de Rio Grande da Serra (Aciargs), Associação das Empresas de Serviços Contábeis do Grande ABC (Sescon), Gestores de RH (AGERH e Rede de Gestores de RH do ABC- APDP), Parque Tecnológico de Santo André e Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul (Itescs).

Representantes das empresas Mercedes-Benz, Braskem, Arteb e Delga também acompanharam o encontro.

“Todos os participantes ressaltaram a importância do papel do Consórcio para a definição de ações conjuntas nos sete municípios”, afirmou Rocco.

O Consórcio ABC foi ainda representado na videoconferência o secretário-executivo, Edgard Brandão, e o diretor Administrativo e Financeiro, Carlos Eduardo Alves da Silva, o Cadu.

 

Ele1 - Criar site de notícias